SindCFC Alagoas

phone

Telefone

(82) 3028-3882

access_time

Horário de Funcionamento

Seg à Sex das 8h às 18h

Notícias

Nota de Repúdio

20/06/2016 às 14:45:19

Na qualidade de representante da categoria formada pelos CENTROS DE FORMAÇÃO DE CONDUTORES DO ESTADO DE ALAGOAS, este Sindicato vem, por meio da presente nota, repudiar a atitude de alguns empresários de nosso ramo que insistem em não valorizar a sua prestação de serviços, que diga-se de passagem, agrega relevante valor social.

Senhores, nossa missão é formar condutores!!! Preparar o cidadão para enfrentar um trânsito cada vez mais caótico! Precisamos desempenhar essa missão com muita responsabilidade e eficiência, sempre conscientizando a todos os envolvidos no processo de que transito e vida e vida não tem preço!

Com base no estudo técnico de levantamento de custos elaborado pelo SEBRAE – órgão Federal especializado nisto – o DETRAN/AL publicou a portaria 1982/2015, na tentativa de moralizar e organizar o seguimento, buscando sempre a otimização do curso de formação, dando condições a categoria de cobrar o preço justo por uma prestação de serviços de qualidade.

Agora, a pergunta que não quer calar: por que não seguir esse caminho? Por que fugir às normas vigentes? Por que insistir na prática da concorrência desleal e predatória? Apesar de sermos empresas privadas, somos detentores de credenciamento de natureza pública, o que implica no cumprimento das normas estabelecidas pelo CONTRAN, DENATRAN e DETRAN-AL!

Sejamos conscientes senhores! Ajamos como empresários preocupados na qualidade da prestação de serviços! Nos unamos aos que se preocupam em diminuir os índices alarmantes de acidentes, investindo na melhoria e humanização dos nossos cursos a fim de preparar condutores sabedores da responsabilidade que é dirigir um veículo!

Este sindicato vai continuar a luta!!! Não vamos desistir!!!! Queremos a qualidade na formação do condutor! Rogamos a deus que todos se despertem neste mesmo sentido! Muito obrigado.

JOÃO BATISTA DA SILVA NETO
Presidente do SINDCFC-AL